Massoterapia

A massoterapia é um termo que engloba diversas técnicas terapêuticas, cujo objetivo é melhorar a saúde e prevenir alguns desequilíbrios corporais. Por meio do ato de tocar regiões do corpo de uma pessoa, realizando movimentos fortes ou sutis, é possível trabalhar os aspectos físicos e mentais de cada um. A prática, baseada em técnicas de massagens relaxantes, estéticas ou terapêuticas inspiradas no oriente e no ocidente, é reconhecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

BENEFÍCIOS

A massoterapia possibilita o alívio do estresse, de dores e tensões, relaxamento muscular, liberação das toxinas pela corrente sanguínea, aumento da flexibilidade e melhora da circulação do sangue, além de uma sensação geral de bem-estar.

CONTRAINDICAÇÕES

Não é recomendável aplicar a massoterapia em machucados ou escoriações na pele, assim como em qualquer tipo de tumor desconhecido; ela deve funcionar como complemento aos tratamentos médicos, de modo que acelere a eficácia desse tipo de prática. Por esse motivo, não é recomendável abandonar nenhum tratamento sem consultar um médico.

COMO APLICAR NO DIA A DIA?

Cabe ao massoterapeuta avaliar as necessidades de cada um e escolher o melhor método para a aplicação. Diferente da massagem comum, que utiliza a mesma técnica de aplicação para todos os pacientes, na massoterapia as pessoas são submetidas a uma série de técnicas diferentes, de acordo com sua necessidade.

ORIGEM

A prática de massagens está presente na humanidade desde as mais antigas civilizações. Durante milhares de anos, os povos utilizaram algum método relacionado à massoterapia. Na China, 3.000 a.C. surgiram os primeiros registros de técnicas de massagens. Já em 500 a.C. foi aconselhado que as pessoas fizessem ginástica para acelerar alguns tratamentos. Em Roma, verificou-se que o imperador Júlio César fazia uso da massoterapia para aliviar suas dores de cabeça. No ano 600 os japoneses criaram o shiatsu, enquanto no séc. XI foi desenvolvida a massagem pediátrica.

A partir daí, uma série de técnicas foram incorporadas ao estudo da Massoterapia, até que, em 1850, os EUA deram o pontapé inicial na pesquisa sobre massagem terapêutica. Sendo assim, em 1895 Freud testou as propriedades da técnica em pacientes que apresentavam quadro de histeria, e na Primeira Guerra Mundial, uma técnica sueca de massagens foi usada para reabilitar soldados feridos. Finalmente, nos anos 30, diversas clínicas começaram a adotar a terapia como complemento aos tratamentos médicos.

CURIOSIDADES

A massoterapia pode ser aplicada em conjunto com outras técnicas, como a Cromoterapia ou a Aromaterapia. As cores e os aromas fortalecem os chakras corporais, acelerando a sensação de bem-estar e levando mais energia ao organismo. Quando aliados ao toque, esses métodos contribuem com a melhora emocional, no tratamento de problemas como insônia e depressão. No aspecto físico, é possível tratar enxaquecas e dores musculares.